Câmaras de Ervália e Viçosa discutem PEC do teto de gastos

Hoje tem audiência pública em Viçosa e amanhã tem debate em Ervália.


As Câmaras Municipais de Viçosa e Ervália realizam, hoje e amanhã, respectivamente, debates públicos sobre a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55, cujo texto visa instituir um novo regime fiscal que estabelece uma limitação nos gastos públicos pelos próximos 20 anos. A PEC 55 já foi aprovada na Câmara dos Deputados e tramita agora no Senado.

Em Viçosa, a presidente da Câmara, vereadora Marilange Santana Pinto Coelho (PV), convocou uma audiência pública para esta quinta-feira, às 18h30, no plenário. O requerimento foi aprovado pelos vereadores na reunião ordinária do último dia 25.

Em um comunicado à imprensa, a Câmara enfatizou que em Viçosa a principal manifestação relacionada à PEC foi a ocupação do prédio mais antigo da Universidade Federal de Viçosa, onde os estudantes ficaram no Edifício Arthur Bernardes (popularmente conhecido como Bernardão) durante 13 dias. Representantes do movimento Ocupa Bernardão foram convidados para participar do debate de hoje.

ERVÁLIA

Já em Ervália, o presidente da Câmara, Elder Mattos (PSDB), liberou o plenário para a formação de um debate após solicitação de um grupo de estudantes. A reunião está marcada para esta sexta-feira, às 19 horas. A Câmara fica na Praça Arthur Bernardes, nº 01, centro.

De acordo com cidadão e morador ervalense, Giovane Lelis, que também é estudante do curso de enfermagem da UFV, o debate tem como objetivo discutir os efeitos negativos da PEC nas áreas da saúde e educação no município. O grupo também cobra um posicionamento da Câmara Municipal e solicitar a aprovação de uma moção de repúdio à PEC e que a mesma seja enviada ao Congresso Nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *