Obra na Padre Serafim será concluída em três semanas, diz Prefeitura

Cratera que “engoliu” carro obriga Prefeitura a reconstruir galeria que dá passagem ao Córrego da Conceição.


A Prefeitura de Viçosa está realizando a reconstrução da galeria subterrânea do trecho canalizado do Córrego da Conceição que corta a Rua Padre Serafim, no centro de Viçosa. A obra acontece desde o dia 2 de outubro, quando ocorreu o afundamento de um trecho na referida via, ocasionando a dragagem de um veículo que passava no local para o interior de uma cratera de aproximadamente dois metros de diâmetro e 5 metros de profundidade. O incidente não deixou feridos.

A administração esclareceu em nota que, logo após o fato, o órgão implantou um posto de comando para concentrar as ações e responder com agilidade ao problema, conforme prevê o Plano de Contingência do Município.

Na manhã da última terça-feira (1º), foi realizada no Centro Administrativo uma reunião entre os secretários, chefes de departamentos e técnicos envolvidos na obra para avaliação das ações até o momento realizadas e a definição das próximas medidas.

Secretários, chefes de departamentos e técnicos envolvidos na obra se reúnem para avaliar ações. (Foto: Prefeitura de Viçosa/Divulgação)

O secretário de Governo, Luciano Piovesan Leme, que coordena as operações do Posto de Comando implantado logo após o incidente para organização conjunta das ações, enfatizou que “inicialmente as obras estavam previstas para serem concluídas em quinze dias, mas à medida que as ações foram sendo realizadas e a dimensão do problema foi efetivamente possível de se avaliar, este prazo foi dilatado e a previsão é de que todo trecho esteja liberado até o próximo dia 18 de novembro”. Piovesan ressaltou também que o fator que mais preocupa neste momento é a ocorrência de chuvas, que podem comprometer a execução do cronograma da obra.

ENTENDA

O secretário explicou ainda que na Rua Padre Serafim, neste trecho em frente ao Shopping da Moda, existem duas galerias pluviais que passam transversalmente à mesma, ambas para escoamento de toda água do Córrego da Conceição que desemboca no Ribeirão São Bartolomeu, além de águas pluviais carreadas nos bueiros das redes pluviais em função das chuvas, sendo que existia exatamente no local do afundamento da via um posto de visita (pv), construído com manilhas de 1 metro de diâmetro, que permitia o acesso às galerias para manutenção e inspeções.

Segundo o secretário, foi exatamente esta estrutura do posto de visita (pv) que cedeu para dentro da galeria, causando o afundamento da via, bem como o rompimento da adutora de água do SAAE. Entretanto, ainda de acordo com o secretário, não é possível ainda afirmar se o que ocorreu primeiro foi o rompimento da adutora, causando o afundamento do PV na gelaria pluvial ou se foi o afundamento do PV na galeria pluvial com o conseguente rompimento da adutora de água.

Obra deve se estender por mais três semanas. (Foto: Prefeitura de Viçosa/Divulgação)
Obra deve se estender por mais três semanas. (Foto: Prefeitura de Viçosa/Divulgação)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *