Sovipa ganha terreno para construção de centro de adoção de animais de rua em Viçosa

Lei Municipal que concede terreno à entidade foi sancionada pelo prefeito.


Há anos a Sociedade Viçosense de Proteção aos Animais (Sovipa) realiza em Viçosa um trabalho voluntário de atenção aos animais de rua. Recentemente ela foi reconhecida como entidade de utilidade pública e passou a ser contemplada pelo programa de repasse de recursos da prefeitura local.

Após o recente fechamento do canil municipal, que funcionava em parceria com o Departamento de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Viçosa (UFV), a entidade passou a contar somente com o trabalho e auxílio financeiro de voluntários, que ajudam no resgate de animais doentes, arcam com custos hospitalares, oferecem abrigo e doam ração e remédios. Além disso, a entidade também promove feiras de adoção, em parceria com lojas especializadas, para encaminhamento dos animais resgatados.

A inexistência de uma sede própria é principal dificuldade da entidade, que muitas vezes deixa de atender a pedidos de resgate de animais devido à falta abrigo imediato. Esse problema está perto de ser resolvido pois, na semana passada, foi sancionada pelo prefeito a lei municipal que autoriza a concessão de um terreno do município à Sovipa, onde a entidade poderá construir sua sede própria. A área concedida, avaliada em R$250.000,00, tem 9.500 m² de área e fica às margens da MG-482, na região rural da Colônia Vaz de Melo.

Maria de Lourdes Mattos Barreto e Cássia Rossi, representantes da diretoria da Sovipa, testemunham o momento de assinatura da Lei no gabinete do prefeito Ângelo Chequer.
Maria de Lourdes Mattos Barreto e Cássia Rossi, representantes da diretoria da Sovipa, testemunham o momento de assinatura da Lei no gabinete do prefeito Ângelo Chequer.

A lei de concessão estabelece que, em contrapartida, a entidade terá que construir, no local, um centro de adoção de animais de rua. A entidade também deverá estabelecer programas de castração de cães e gatos e colaborar na efetivação de campanhas de adoção de animais abandonados.

A edificação da estrutura também é de responsabilidade da Sovipa. O projeto arquitetônico elaborado pela entidade já foi aprovado pelo Instituto de Planejamento do Município (IPLAM). A construção deverá ser financiada com recursos próprios da instituição, provenientes de parcerias com o Estado, União, Município ou outra entidade da Sociedade Civil organizada.

Para suprir com os custos da operação e manutenção do centro de adoção, o Município de Viçosa se comprometeu a aumentar o valor da subvenção paga à entidade, que hoje é de R$25.000,00 por ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *