Morre em Viçosa o arquiteto Aguinaldo Pacheco

Aguinaldo já foi servidor da UFV, vereador e secretário de obras do município, mas o que o tornou admirado foi sua luta pela mobilidade urbana.


Faleceu na manhã desta terça-feira (26), o arquiteto Aguinaldo Pacheco, servidor aposentado pela Universidade Federal de Viçosa, ex-vereador e muito conhecido e querido em Viçosa pelo seu ativismo na área de mobilidade urbana.

O corpo do arquiteto está sendo velado no plenário da Câmara Municipal de Viçosa até as 7h da manhã desta quarta-feira (27), quando o corpo será levado para Belo Horizonte para ser cremado.

Como arquiteto, Aguinaldo deixou grandes contribuições na UFV e na cidade. A Universidade Federal de Viçosa (UFV) e a Prefeitura da cidade divulgaram nota de pesar pelo falecimento do arquiteto.

Aguinaldo ingressou, em 1974, na UFV, onde exerceu várias funções e cargos, dentre eles o de chefe da Divisão de Projetos da Pró-reitoria de Assuntos Comunitários. Além disso, participou da elaboração de projetos e construção de prédios importantes do campus Viçosa, como os da Biblioteca Central, Colégio de Aplicação Coluni e Departamento de Engenharia Agrícola. Embora tenha se aposentado em 1997, há pouco mais de três anos foi muito atuante durante as obras de construção da sede da Coordenadoria de Educação Aberta e a Distância (Cead).

Simultaneamente à sua carreira profissional, Aguinaldo Pacheco sempre teve uma grande atuação política, seja no movimento sindical da Universidade, seja na cidade, onde foi vereador de 1997 a 2000, e atuou como secretário de Obras. Em 2015, recebeu, da Câmara Municipal de Viçosa, o título de Cidadão Honorário.

Sobre seu ativismo na área de mobilidade urbana, em nota a Prefeitura afirmou que “o arquiteto vinha abraçando a causa do projeto de revitalização da linha férrea que corta a cidade, junto à ONG Amigos do Trem e obteve muitas vitórias e avanços, tornando real um projeto até então utópico”.

Aguinaldo Pacheco deixou os filhos Lucas e Thais de Melo Pacheco e a esposa Gislaine Rocha de Melo.

Um comentário sobre “Morre em Viçosa o arquiteto Aguinaldo Pacheco

  1. Figura admirável, Aguinaldo Pacheco deu seu enorme talento para a construção de uma Viçosa mais reflexiva, mais justa, melhor. Seu exemplo há de florescer! Dionísio.

  2. poxa, pena, tivemos altos debates sobre as ideias dele de monotrilho em viçosa, sempre fui contrário, ou sobre opções de progresso e ele era seletivo , eu não, mas conseguíamos debater em alto nivel…viçosa perde um grande nome de sua história politica recente e uma pessoa de grandes ideais para com a comunidade.

  3. Eu fico tentando entender que mobilidade urbana que os politicos falam que tem. A cidade de viçosa é uma cidade com asfalto de R$1,99 tudo rachado. Os semaforos atrasam a mobilidade urbana da população (os veiculos ficam parado no semaforo sem uma viva alma passar à frente a maior parte das vezes). Caminhões pesados rodam a cidade sem controle. O pessoal trata a administração publica de viçosa como se fosse algo espetacular. Se eu fosse tirar fotos dos problemas de mobilidade de viçosa daria para encher um livro com mais de 1 milhão de fotos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *