Servidores da UFV são favoráveis à deflagração da Greve

Decisão será levada à Federação Nacional, que votará neste final de semana sobre a deflagração da Greve.


VIÇOSA (MG) – Reunidos em assembleia geral na manhã desta quinta-feira (21), os Servidores Técnico-Administrativos da Universidade de Viçosa (UFV) decidiram pela aprovação do indicativo de greve proposto pela Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores das Universidades Públicas Brasileiras (FASUBRA).

Com uma diferença de oito votos, a maioria dos servidores filiados à Associação dos Servidores Administrativos da UFV (ASAV) é a favor do início da greve no dia 28 de maio. Agora, as decisões das Universidades serão encaminhadas para a Plenária Nacional da FASUBRA, que ocorrerá em Brasília nesse final de semana, de onde sairá a decisão pela deflagração ou não.

A pauta nacional do movimento reivindica, entre outros pontos, reposição salarial, reajuste de benefícios, ajustes na carreira e data base. O movimento defende ainda bandeiras de lutas contra o projeto que amplia a terceirização e também o corte nos orçamentos das Universidades.

A ASAV informou que se a greve for deflagrada, será instaurado um Comando Local de Greve no dia 28, onde será debatido a condução do movimento grevista na UFV e a pauta interna da categoria.

PROFESSORES

No último dia 16, o Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES) decidiu pela deflagração da greve dos docentes das Instituições Federais de Ensino (IFE) também a partir do dia 28 de maio.

A deliberação local em relação à greve ocorrerá em Assembléia Geral Extraordinária marcada pela Seção Sindical dos Docentes da UFV (ASPUV) para a próxima segunda-feira (25), às 16 horas, no auditório do Departamento de Economia Rural.

Um comentário sobre “Servidores da UFV são favoráveis à deflagração da Greve

  1. Até que enfim! Afinal, o PT, a CUT e os sindicatos (que na maioria são petistas) só promovem greves e quebra-quebra em estados governados pelo PSDB ou oposição, como São Paulo, Paraná, Goiás…Aqui em Minas o Pimentel está OBVIAMENTE manipulando até mesmo os líderes de professores FEDERAIS para mostrar que em seu governo exste diálogo…Uma piada (fugindo do assunto) o aumento em 3 anos de pouco mais de 30% que ele deu para os professores estaduais, enquanto em São Paulo por exemplo, os petistas pedem de uma só vez 72%. Engraçado o governador de Minas meter o pau na educação feita pelos tucanos, mas aqui não teve greve dos professores da rede estadual…Será porque o ensino em Minas é bom e foi feito pelo PSDB? Explique Senhor Pimentel. Assuma! E governe, afinal são mais de 150 dias de desgoverno até agora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *