Viçosa, Ervália e Tombos ganham as faixas do Miss Ecologia MG

.

VIÇOSA (MG) – Realizado pela primeira vez em Viçosa, o Miss Ecologia atingiu um novo patamar. Em 2014 recebeu um público superior a 350 pessoas e mais de 30 candidatas às faixas de Miss e Princesa. Pela primeira vez, abriu o seu concurso para crianças e contou com uma estrutura recheada de luz, brilho e atrações culturais.

O organizador Emerson Rodrigues e as vencedoras Betânea Nery e Mylena Duarte
O organizador Emerson Rodrigues e as vencedoras Betânea Nery e Mylena Duarte

O Miss Ecologia, concurso idealizado por uma ONG pontenovense e organizado pela Garbo Agência de Viçosa, tem como finalidade conscientizar o público para as questões ambientais da nossa região e do nosso país. As eleitas estarão à disposição da ONG a fim de promover trabalhos sociais na área da ecologia durante o ano de seu reinado.

A grande vencedora da noite na categoria adulta foi a candidata Betânea Nery, da cidade de Tombos. Em segundo lugar ficou Mylena Duarte, de Ervália e faixa de Miss Simpatia ficou com Beatriz Veloso, de Viçosa. Na categoria mirim, a miss eleita é Maria Clara Figueiredo, de Viçosa e o segundo lugar dividido entre Iara Freitas, de Cajuri e Izabella Rodrigues, de Viçosa. Já na categoria infantil, a miss eleita é Samara Faria, de Coimbra e a Princesa Larissa Pacheco de Viçosa.

O concurso contou com uma mesa julgadora composta por 13 membros de diversas áreas. Entre as autoridades estavam os vereadores de Ponte Nova Leonardo Moreira e Patrícia Castanheira e o secretário de cultura de Coimbra Vladimir Magalhães. Compareceu ainda ao evento como jurado o coordenador estadual do Mister Minas Gerais, Rômulo Leandro, que anunciou a cidade de Coimbra como sede do próximo concurso de beleza masculina mais importante do estado.

O Miss Ecologia se consolidou como um evento estadual. Pela primeira vez contou com mais de 10 cidades presentes de diversas regiões de Minas Gerais. Para 2015, em função do enorme crescimento do concurso, que deixou de ser um pequeno evento municipal, se estuda mudanças no regulamento para que mais e mais pessoas possam participar e se engajar na nobre causa da defesa ao meio-ambiente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *