Mostra artística de Viçosa acontece neste sábado (25) com entrada gratuita

TIM ArtEducAção busca em dois livros infantis a inspiração para  o espetáculo da Mostra Artística de Viçosa “Você Tem Medo?”


Uma viagem lúdica pelos medos infantis e a descoberta da coragem para enfrentá-los contadas por meio da magia do circo. Esse foi o desafio proposto pelo Programa TIM ArtEducAção aos arteducadores para a Mostra Artística de Viçosa, que será apresentada no próximo dia 25 de maio, às 19h, no Espaço Cultural Fernando Sabino (Campus UFV). “Você Tem Medo?” foi inspirado em dois livros do escritor Tonio Carvalho, “O Menino Que Tinha Medo de Tudo”, e “A Menina Que Não Tinha Medo de Nada”.

“A partir das histórias contadas nos livros do Tonio Carvalho tivemos a ideia de criar um espetáculo que discutisse a questão do medo de forma lúdica. Por meio do circo, da dança e do teatro trabalhamos a literatura em outras linguagens”, ressalta o idealizador e coordenador do Programa, Marcelo Soares de Andrade, que acredita que a arte ajuda os alunos a superarem alguns dos seus medos e inseguranças.

Dando forma à imaginação

O grande poder da literatura é transportar o leitor para um mundo de sonhos que só as boas histórias proporcionam. Ao mesmo tempo em que o circo tem o poder de dar vida à imaginação. O desafio de juntar essas duas artes para contar a história dos medos de duas crianças foi a motivação para que os coordenadores da Mostra criassem um espetáculo que entrelaçassem as duas histórias dos livros com o circo, a dança e o teatro.

Amazonia-Tim-Arte essaA diretora artística da Mostra em Viçosa, Thaís Carvalho, destaca a importância dos livros do autor como fonte de inspiração para o espetáculo. “A facilidade com que as crianças interpretam e se identificam com as histórias é algo que chama a nossa atenção. Tonio Carvalho propõe viagens lúdicas em que as crianças embarcam e se deixam levar por meio da leitura”.

Para viajar nas aventuras do menino tímido e medroso, e da menina destemida e aventureira, entram em cena palhaços, trapezistas, acrobatas e malabaristas interpretando personagens como peixes, gaivotas, pulgas, vampiros, fantasmas, gato preto, dentre outros. Trilha sonora e iluminação trabalham juntas para darem uma maior emoção e ritmo à história.

Um destaque de “Você Tem Medo?” é o figurino usado pelas 180 crianças durante o espetáculo. A equipe pensou em cada detalhe, formas e cores. Um exemplo é o figurino dos protagonistas. A vestimenta da menina é despojada, remetendo à sua liberdade nas cores brancas, e coragem na cor vermelha. Enquanto o figurino do menino é totalmente fechado, apagado, abusando das cores escuras. Porém, à medida que a os personagens vão aprendendo a lidar com os seus medos o figurino também sofre transformações.

Para o autor Tonio Carvalho, o mais prazeroso será perceber o quanto suas obras ajudaram no crescimento emocional e cultural das crianças. “Fico feliz pelo fato de escolherem duas obras minhas e espero que elas tenham contribuído para o desenvolvimento do interesse dos alunos pela literatura e também pelo teatro, a dança e o circo”, conta.

A empolgação dos alunos pelas obras literárias transportadas para os palcos pode ser sentida pela dedicação dos dois protagonistas da história, Márcio Sarnet Moreira e Isadora de Oliveira Santos. Os artistas estão muito empenhados em seus papéis, com total dedicação aos ensaios e treinos. “Estamos ensaiando muito, decorando as falas e as coreografias para fazermos uma linda apresentação”, conta Isadora, de 11 anos que entrou para o Programa aos oito anos de idade. Segundo o jovem artista Márcio Moreira, também de 11 anos, a grande mensagem do espetáculo é que não precisamos ter medo de tudo, como brincar na rua ou fazer novos amigos. E que também “é tranquilo termos alguns medos porque ninguém é perfeito”.

Reconhecimento

Dona Míriam, diretor financeira da ONG Humanizarte, possui uma relação de amor com o circo. Diretora do projeto “Arte no Picadeiro”, ela conta que sua história com o mundo circense possui uma ligação com o espetáculo da Mostra. Foi a literatura, por meio do livro “A Filha do Diretor do Circo”, que despertou em Míriam, ainda criança, sua fascinação pela magia circense. “Acredito que o espetáculo será mais um sucesso do Programa TIM ArtEducAção que abraçou o circo como um das ferramentas de transformação social”, diz.

O secretário de Cultura de Viçosa, Antônio Luiz Miranda, ressalta a importância do TIM ArtEducAção para a cidade. “O TIM ArtEducAção é um programa excelente. Dá várias oportunidades para as crianças no desenvolvimento da arte. As oficinas possibilitam um qualificação artística de muitos jovens na democratização do acesso à cultura por parte das famílias participantes”.

TIM ArtEducAção

431887_506504579414833_588093657_nRealizado desde 2001, o TIM ArtEducAção oferece oficinas artísticas gratuitas a mais de 4 mil crianças e adolescentes da rede pública de ensino por ano. Desenvolvido em parceria com as Prefeituras dos municípios através das Secretarias de Cultura e Educação, o Programa está presente em Araxá, Barbacena, Governador Valadares, Lavras, Montes Claros, Poços de Caldas, Ubá, Uberaba, Uberlândia, Varginha e Viçosa. Na cidade de Juiz de Fora as atividades começam a partir do 2º semestre. O TIM ArtEducAção é coordenado pela ONG Humanizarte e patrocinado pela empresa TIM por meio da Lei Estadual de Incentivo à Cultura.

“O TIM ArtEducAção nos mostra, há 12 anos, que é possível uma sinergia entre as iniciativas privada e pública e o terceiro setor. E mais, que os resultados obtidos a partir dessa parceria beneficiam todos os envolvidos e contribuem de forma efetiva para as transformações sociais nas localidades onde atuamos”, Silmara Máximo, diretora Consumer da TIM em Minas Gerais.

Viçosa é o grande berço do TIM ArtEducAção. Cerca de 1140 crianças e adolescentes de sete escolas (e de outras 20 instituições indiretamente) da rede pública de ensino participam das oficinas artísticas do TIM ArtEducAção, na cidade. E por meio de uma parceria com o Centro Experimental de Artes aproximadamente 700 vagas são oferecidas. Para se ter uma ideia da grandiosidade do Programa na cidade, a oficina e circo, neste primeiro semestre, ofereceu 240 vagas, sendo que uma das turmas é formada por crianças da Casa do Caminho, referência em atendimento gratuito a pessoas que vivem em situação de risco social, incluindo dependentes químicos. Além do circo e da dança, também são oferecidas oficinas gratuitas de música e artes plásticas. Direta ou indiretamente todos os bairros são atendidos pelo Programa por meio de parcerias com a Prefeitura Municipal de Viçosa, Secretaria de Cultura, Patrimônio Histórico e Esportes, Universidade Federal de Viçosa, Prefeitura Municipal de Cajuri e Casa do Caminho.

AGENDA

Mostra Artística TIM ArtEducAção em Viçosa
Data: 25 de maio, 19 horas
Local: Espaço Cultural Fernando Sabino (Campus UFV). Entrada franca, sujeita a lotação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *