Nome do viçosense Danilo de Castro é cogitado na sucessão do governo de minas em 2014

Nesta quarta-feira (23), a edição online do jornal O Tempo publicou um artigo do colunista Tilden Santiago, intitulado “Danilo de Castro”. O artigo trata da especulação da possível candidatura do viçosense e atual Secretário do Governo de Minas Danilo de Castro ao governo do estado.

Confira o artigo na íntegra:

Ao especular sobre a sucessão de Anastasia, o nome de dr. Danilo de Castro emerge imediatamente. No meu entender, ele está dentro do quarteto do PSDB e do PP com chances de passar na sabatina de bastidores e, em seguida, ser indicado candidato da base. Com o resultado das duas últimas eleições, ficou clara a impossibilidade do PT de disputar, com perspectiva de vitória, o cargo de governador.

secretario-danilo-castro-credito-gil-leonardi-secom-mg-0003Antes de tudo, Danilo é o homem forte da articulação política no Estado. É uma liderança inegável dos tucanos, muito respeitada por Aécio Neves e Antonio Anastasia, com capacidade de diálogo, mesmo com oposicionistas.

Na rotina da agenda política, seu observatório e quartel-general é a Secretaria de Governo. Daí ele projeta sua ação política, que transpõe os limites da secretaria, em sintonia com todo o secretariado, com o governador Anastasia, com o vice Alberto Pinto Coelho, com o senador Aécio Neves, com grande número de prefeitos e inúmeros deputados federais e estaduais dos mais diferentes partidos. Sem nos esquecer dos dirigentes partidários, espalhados por toda Minas Gerais, que têm Danilo como referência e exemplo.

Nos períodos eleitorais é que se veem a intensidade de movimentação de Danilo de Castro e os resultados que ele consegue obter quando as urnas são abertas.
Ele iniciou sua carreira profissional na contadoria da Universidade Federal de Viçosa. Mas seu grande trunfo em termos de trabalho foi a Caixa Econômica Federal, onde entrou em 1967 e exerceu todos os cargos até chegar à presidência, em 1992.

Presidiu três conselhos e foi membro do Conselho Monetário Nacional e do Conselho Curador do FGTS. Em 1994, foi eleito deputado federal com a segunda maior votação do Estado. Com ele convivi por três mandatos sentando ao seu lado numa bancada mineira suprapartidária. Atuou como coordenador de bancada de Minas no Orçamento da União por quatro anos consecutivos. Foi homenageado inúmeras vezes, com títulos e medalhas de destaque. É cidadão honorário de Belo Horizonte e de outros 32 municípios mineiros.

Conseguindo ser indicado nos bastidores, Danilo, se quiser ganhar nas urnas, terá dois grandes desafios: apresentar um bom programa de governo para Minas pós-Anastasia e emplacar um vice que possa captar votos no campo da centro-esquerda, da juventude e das classes populares nos territórios onde os tucanos normalmente não sobrevoam ou sobrevoam com dificuldade.

O grande cacife de Danilo de Castro nas duas disputas, interna e nas urnas, é o conhecimento detalhado e a familiaridade com que ele se relaciona com as lideranças partidárias de todo o interior de Minas. Poucas lideranças políticas mineiras têm na sua agenda pessoal o número de prefeitos, vices e vereadores que tem Danilo, e é essa base que garante a eleição de parlamentares e de candidatos a altos postos do Executivo.

Com sua simplicidade e discrição, Danilo carrega um potencial político e eleitoral invejável.

Um comentário sobre “Nome do viçosense Danilo de Castro é cogitado na sucessão do governo de minas em 2014

  1. E uma vergonha para o povo de nosso estado não reconhecer o que essa pessoa já fez para a nossa região,não sejamos injustos porque pagaremos no futuro,oportunidades como esta são poucas,então faça valer a sua cidadania, pelo contrario, estas conquistas são reconhecidas por bilhares de pessoas,e vc será apenas um omisso de não reconhecer estes grandes trabalhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *