Castelo Branco: Relato da indignação de um pedestre

Moradora do S. Antônio fala sobre o descaso ao pedestre na Castelo Branco

Moro na Marechal Castelo Branco (próximo ao ABC) e ontem (como todas as manhãs) estava “tentando” atravessar a dita “faixa de pedestres” (próxima ao Galpão) às 07:50! Estava indo sentido a UFV e do outro lado uma senhora de mais ou menos 70 anos tentava, com muito custo e sem sucesso, atravessar aquilo que é chamado de faixa de pedestres, pois poucos motoristas páram quando algum pedestre precisar passar.

Depois de correr e quase ser atropelada consegui atravessar a faixa, mas infelizmente a idosa ainda não tinha conseguido atravessar. Sinalizei aos motoristas que ali havia uma faixa, apontei para a senhora que aguardava uma boa alma parar e não obtive êxito. Quase me joguei na frente de um carro e só assim consegui falar com a senhora que ela poderia passar sem medo.

Não é a primeira vez que isso acontece comigo e aí fico me perguntando: Quantas pedestres já passaram por isto? Cadê o respeito com os idosos?

Há quase 1 mês, meu vizinho foi atropelado neste mesmo lugar chegando a falecer e a única coisa que fizeram foi “retocar” a pintura da tal faixa de pedestres.

Será preciso que mais pessoas sejam atropeladas naquele lugar? – Carol Carvalho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *